O que somente os céticos acreditavam virou verdade

O que somente os céticos acreditavam virou verdade. Depois de três meses de quase-silêncio, parece que a mídia mundial está comentando a espetacular reviravolta da doutrina do aquecimento global, alimentada por ambientalistas e cientistas de todo o mundo, que pregava uma catástrofe mundial ao final do século XXI se não se tomassem medidas radicais para cortar as emissões de gases do efeito estufa decorrentes da atividade humana. Inacreditável, ainda mais sabendo-se que a doutrina foi estabelecida pelo fanatismo doutrinário das conclusões pessimistas do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas da ONU. Hoje está provado que houve especulação sem base científica e, pior, os cientistas manipularam dados, o que foi descoberto ao final de 2009 por hackers que divulgaram mais de 1.000 e-mails ligados ao principal centro de climatologia do mundo, Universidade de East Anglia, na Inglaterra. O próprio diretor deste centro de pesquisa admitiu que manipulou dados - depois de descoberto pelas mensagens capturadas na internet - e confirmou que em dois períodos anteriores (séculos XIX e XX) o mundo viveu um aquecimento global semelhante ao de agora sem que se possa culpar a atividade humana por isso e reconheceu que desde 1995 o mundo não experimenta aquecimento algum! Além disso, descobriu-se que o grupo de catastrofistas agiu sempre impedindo que os céticos que divergiam das suas teses publicassem seus trabalhos nas revistas científicas mais importantes.

Agora o ainda pior - a fraude está sendo creditada a interesses pessoais e financeiros de alguns cientistas. Verbas para pesquisas, de milhões de dólares. Além de todos os interesses que prosperaram em volta deste tema. É inacreditável, mesmo para mim que sempre fui muito cético, apesar de não ser cientista e, ao contrário, ser uma pessoa comum.

Por outro lado confirma-se que - infelizmente - o nosso mundo global é realmente movido basicamente por dinheiro e pela falta de valores morais e éticos. O nosso dia-a-dia é alimentado por comportamentos e negociações em que não se leva em consideração a verdade e o respeito, mas em que prevalece sempre o poder e o objetivo financeiro. Como podemos criticar os políticos? (em todo o mundo, sem exceção) Quem são os políticos, senão o reflexo da sociedade? Ou os ambientalistas e algumas organizações não governamentais? Quais são os interesses por trás de cada ato e atitude deles? Quem são os bons (deve haver) em que se pode acreditar? Quem não é movido por interesses próprios, meramente econômicos? Desde o pobre que vende o seu voto, ao rico que financia os próprios interesses. Nada mais tem valor, a não ser a busca fanática pelo dinheiro. Até para dizer que as geleiras do Himalaia desapareceriam até 2035, o que está comprovado ser uma previsão manipulada, sem o menor fundamento científico!

Se não podemos mais acreditar em teses científicas apoiadas pelas maiores autoridades mundiais que recebem prêmios científicos – Nobel, Fundação Carnegie – em quem acreditar?

 


A+C Arquitetura Ltda.
55 47 3322 9006
Copyright  2007 - Todos os direitos reservados
Coordenação WEB: MFN

Visualize em resolução 1024 x 768