Por que Ficha Limpa

A expectativa do aval do prefeito para a vigência da lei aprovada pela Câmara que prevê a divulgação no site da prefeitura da relação dos servidores comissionados (Santa, 27 de maio) recordou-me a questão moral e ética do país e do mundo atual. Moral vem do grego e tem a ver com os costumes e ética vem da sua tradução em latim, e tem a ver com o caráter.

Lembrou-me também que sou cidadão, pago impostos e tenho direito ao que é “público”. Assim como quem trabalha tem direitos trabalhistas, quem compra tem o direito de devolução e quem age em desacordo com a lei tem o dever de ser afastado da sociedade. E quem age em desacordo com a moral e a ética?

Está havendo uma inversão de valores: os costumes estão nos mostrando que o certo é errado e que o errado é certo. Somos reféns de um sistema político e de gestão patrocinado por uma legislação corrompida. O cidadão comum – aquele que não se adapta ou se amolda ao sistema – não consegue contribuir para o desenvolvimento moral e social equilibrado.

A sociedade brasileira está dividida em três categorias: a que reclama e fica estupefata com os escândalos diários, a que silencia com medo de represálias e a minoria numérica – mas maioria absoluta na detenção do poder – que se locupleta com as benesses da máquina pública. Diariamente, vemos servidores – comissionados ou não – fazendo abertamente tráfico de influência.

Há diferença moral ou ética entre um servidor comissionado ou concursado? Por que não podemos saber quantos e quem são? Não precisamos escancarar seu salário, mas podemos fazer como o site da prefeitura de São Paulo, mostrando os nomes e salários dos cargos e funções. Afinal, a moral e a ética do servidor – público e privado – envolvem questões de valor, de convivência, de consciência, de justiça. Envolvem vidas humanas. Como admitir que profissionais do serviço público tenham escritórios particulares? É moral ou eticamente aceitável?

Por que as obras públicas são caras e ineficientes e a infraestrutura é tão atrasada? Por que Ficha Limpa e transparência?

ALFREDO LINDNER JR. Arquiteto e urbanista


A+C Arquitetura Ltda.
55 47 3322 9006
Copyright  2007 - Todos os direitos reservados
Coordenação WEB: MFN

Visualize em resolução 1024 x 768