OPINIÃO: Por que este radicalismo?

Profundamente lamentável o cancelamento simples e absoluto das verbas para a margem esquerda do Rio Itajaí-Açu, mostrando mais uma vez que o radicalismo de duas pequenas partes prejudica a muitos. Por que não consultam a sociedade civil, que poderia ser intermediária entre os tecnocratas políticos e os ambientalistas convictos? Por que sempre este radicalismo – de ambas as partes –, um tentando provar a verdade ao outro?

A falta de intermediários da nossa sociedade – com bom senso, experiência e conhecimento adequado – inviabiliza uma obra necessária. Provavelmente não será o projeto inicial a melhor solução, mas a proposta dos ambientalistas também não é a única verdadeira, pelo contrário.

Deixem a Ponta Aguda como está, apenas evitando a erosão e cuidando do seu ambiente natural. Mas protejam a margem esquerda do Itajaí-Açu, com um projeto adequado que mantenha a sua beleza e a transforme em um moderno e inteligente parque urbano. Há muitas formas adequadas de fazê-lo. Não sejam teimosos e misturem direitos e ideias pessoais, obrigando uma sociedade inteira a aceitá-los.

ALFREDO LINDNER JR. Arquiteto e urbanista


A+C Arquitetura Ltda.
55 47 3322 9006
Copyright  2007 - Todos os direitos reservados
Coordenação WEB: MFN

Visualize em resolução 1024 x 768